Publicidade

Imagine a seguinte situação: A sua fatura do cartão de crédito chega e o valor está exorbitante, muito além dos seus gastos. Neste momento, você começa a investigar o que foi gasto e descobre muitas compras que não são do seu conhecimento. Nesta hora você descobre que houve uma fraude e bate aquela dúvida. Meu cartão foi clonado, como proceder?

Diante desse triste cenário, que infelizmente acontece com bastante frequência, hoje trouxemos um artigo especial para te ajudar a tomar as providências e evitar esse golpe. Acompanhe!

Meu cartão foi clonado, como posso proceder?

A primeira ação assim que perceber que o seu cartão de crédito foi clonado é ligar imediatamente para a operadora de cartão, informar a situação e solicitar o bloqueio do mesmo, para assim começar os procedimentos corretos para estorno. Além disso, realize o Boletim de Ocorrência online na Delegacia Virtual do seu estado, a fim de se resguardar de qualquer problema e sinalize as compras que não são de sua autoria.

Publicidade

Por fim, com esse procedimento, a operadora de cartão vai emitir uma nova via com números diferentes e entregá-lo de uma forma que garanta a sua segurança.

Como clonam cartão de crédito?

No geral, os golpistas utilizam informações que permitem realizar compras online e para isso os golpistas pega as informações como o banco, a bandeira do cartão de crédito, número do cartão, validade, código de segurança, nome e CPF do titular.

As formas mais comuns de se conseguir esses dados são por meio de sites não seguros, posse do cartão da vitima em casos de assaltos e furtos e mensagens de SMS e Whatsapp, em que os golpistas se passam por sua operadora de cartão. Nesta modalidade, quem aplica o golpe solicita uma “confirmação”, enviando um link, fazendo com o que o cliente preencha dados sensíveis e consequentemente autoriza o acesso aos golpistas.

A primeira opção é ativar junto a sua operadora a notificação, assim, qualquer movimentação em seu cartão de crédito, você irá receber uma mensagem comunicando a ação. Confira mais ações necessárias a fim de te proteger:

  • Remova seu cartão cadastrado em sites que você realiza compras;
  • Evite sair de casa com o cartão físico, nos dias atuais é possível habilitar o cartão virtual;
  • Guarde seu cartão em lugar seguro e nunca poste foto ou mande por aplicativo de mensagens;
  • Sempre use o cartão virtual e deixe bloqueado, sempre desbloqueie quando for utilizar;
  • Fique sempre de olho quando precisar entregar o seu cartão físico a alguém, quando for utilizar em um estabelecimento, não permita que o atendente leve para outro lugar.
  • Alguns estabelecimentos tem o hábito de trocar a maquininha para clonar cartões, dê preferência para lugares que conheça e tenha confiança.

Quando o cartão é clonado quem paga a conta?

Não é responsabilidade do titular do cartão arcar com os gastos ilícitos, advindos da clonagem, mas sim da operadora do cartão. Isto porque a clonagem se configura como uma falha da empresa. Desta forma, mesmo se a fatura já tiver sido paga, peça o reembolso do valor que não reconhece.

Dicas anotadas? Agora é hora de colocar em prática. O cuidado, a atenção ainda são seus melhores aliados. Conte com uma operadora de cartão confiável para te auxiliar em todos os momentos.

Gostou do conteúdo de hoje? Continue nos acompanhando e fique sempre muito bem informado sobre o mundo das finanças. Até a próxima!