Quer contratar um financiamento, empréstimo ou consórcio? Entenda como comprovar renda: saiba quais documentos apresentar

Está pensando em financiar ou alugar um imóvel, carro, fazer um empréstimo ou abrir uma conta no banco? Então, é preciso que você saiba quais documentos podem ser utilizados para comprovar renda.

Neste artigo, vamos te explicar para que serve um comprovante de renda e quais podem ser apresentados, inclusive se você é um trabalhador autônomo ou MEI.  Acompanhe a seguir.

Para que serve o comprovante de renda?

Todas as vezes que você contrata os serviços de uma instituição financeira ou banco, é necessário que você apresente alguns documentos. Eles servem para garantir que você será capaz de pagar as parcelas, seja de um financiamento ou empréstimo, por exemplo.

Inclusive, existe um consenso no mercado que determina que o valor das parcelas não comprometa mais de 30% dos seus rendimentos mensais.

Além deste limite evitar que as instituições tenham prejuízo, ele também ajuda o contratante a manter sua saúde financeira.

O que pode ser usado para comprovar renda?

Bem, agora que você entendeu melhor por que os bancos e financeiras costumam exigir esta comprovação, vamos conhecer quais são os documentos aceitos por eles.

Carteira de trabalho

A carteira de trabalho pode ser utilizada como comprovante de renda, pois ela demonstra que você possui um vínculo empregatício e nela também consta o valor do seu salário atual.

Porém, se você recebe outros valores além do seu salário fixo, como comissões, o ideal é que você dê preferência ao holerite. Desta forma, o valor aprovado para o seu financiamento poderá ser maior.

Holerite

O holerite, também conhecido como contracheque, é o documento fornecido pelo empregador todos os meses. Nele, consta o valor do seu salário bruto e líquido, bonificações, descontos, entre outros.

Geralmente, bancos e instituições financeiras pedem que você apresente os três últimos holerites para fazer a comprovação.

Extrato bancário

Você é autônomo ou freelancer? Então, o extrato bancário é uma boa alternativa para comprovar renda.

Normalmente, as instituições que aceitam extrato bancário pedem que ele seja referente aos últimos três meses.

Vale destacar que não são todas as empresas que aceitam este documento como comprovante. Por isso, certifique-se antes de se dirigir até o bando ou instituição.

DECORE

A DECORE (Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos), é um documento que também pode ser usado por autônomos, empresários e MEI para comprovar renda.

Ela deve ser feita pelo seu contador, e tem validade de 90 dias a partir da data de emissão.

Alguns dos documentos utilizados pelo contador para elaborar a sua DECORE podem ser:

  •       Cópias de notas fiscais emitidas;
  •       Livro-caixa da empresa;
  •       Recibos de aluguéis;
  •       Extratos bancários;

DIRPF (Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física)

Outra forma de comprovar renda é apresentando a DIRPF, que você ou seu contador entregam todos os anos.

Nela, consta a sua renda obtida no ano anterior, além de todos os seus bens, o que permite que os bancos e instituições financeiras possam aceitá-la como comprovante.

Falando nisso, separamos um conteúdo especial para explicar quem precisa declarar o Imposto de Renda. Pode te ajudar bastante.

Viu só quantas opções de documentos você pode utilizar para comprovar renda? Então, é só escolher aquele que se encaixa melhor no seu perfil e fazer a contratação do serviço financeiro desejado.