Publicidade

Está devendo ao FIES? Veja como acabar com suas dívidas.

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do governo federal que oferece financiamento a estudantes de baixa renda para que possam cursar o ensino superior. 

O programa é bastante popular no Brasil, mas também é comum que os estudantes tenham dificuldades para pagar as parcelas do financiamento, ainda que já formados e exercendo a sua profissão.

Se você está com dívidas do FIES, saiba que existem algumas opções disponíveis para abatê-las. Nesta matéria, vamos falar um pouco mais sobre o FIES e como abater as dívidas de forma mais simples. 

Publicidade

O que é o FIES?

O FIES é um programa do governo brasileiro destinado a viabilizar o acesso ao ensino superior para estudantes de baixa renda. 

Criado e mantido pelo Ministério da Educação (MEC), o FIES oferece financiamento para custear as mensalidades de cursos em instituições privadas de ensino superior.

O funcionamento deste programa envolve a concessão de empréstimos a estudantes que não têm condições financeiras de arcar integralmente com as despesas do curso. 

O financiamento cobre principalmente as mensalidades, mas também pode abranger despesas adicionais, como material didático.

O programa possui diferentes modalidades de financiamento, que podem variar de acordo com a renda do estudante e outros critérios estabelecidos pelo governo.

Ao concluir o curso, os beneficiários do FIES têm um prazo de carência e, posteriormente, começam a quitar o financiamento de acordo com sua capacidade financeira. 

Os estudantes interessados em acessar o financiamento devem atender a alguns critérios de elegibilidade veja a seguir 

Quais os critérios para conseguir o FIES?

Para participar do FIES, é necessário que o aluno cumpra os seguintes requisitos:

  • O estudante deve pertencer a uma família com renda per capita mensal de até três salários mínimos.
  • É necessário ter participado de uma edição do ENEM a partir de 2010 e obtido uma média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos, além de não ter zerado a redação.
  • O candidato deve estar regularmente matriculado em um curso de graduação em instituição de ensino superior privada, cadastrada no FIES.
  • A adesão ao financiamento é voluntária, e o estudante e/ou seu responsável legal devem assumir o compromisso de quitar o financiamento após a conclusão do curso.
  • O estudante deve realizar a inscrição no processo seletivo do FIES, observando os prazos e requisitos estabelecidos pelo MEC.
  • O estudante não pode possuir CPF negativado.

Atendendo a estes critérios, é possível fazer parte do FIES, entretanto, muitos dos que já fizeram o financiamento tiveram dificuldades para fazer o pagamento, acarretando em enormes dívidas. 

Renegociação de dívidas do FIES

aperto de mãos entre pessoas negociando

A renegociação de dívidas é a opção mais comum para abater dívidas do FIES. Através dela você pode conseguir melhores condições de pagamento de sua dívida e, assim, quitar o financiamento com mais facilidade. 

Em 2023, o governo federal lançou uma nova modalidade de renegociação, sendo possível conseguir descontos de até 99% para estudantes com atrasos superiores a cinco anos.

Essa negociação é a oportunidade certa para quem quer pagar suas dívidas com o FIES e teve problemas na hora de acertar as parcelas, ainda que já esteja formado e exercendo a profissão.

Critérios para aderir a negociação e abater as dívidas do FIES

Para ingressar no processo de renegociação visando a redução das dívidas vinculadas ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), é imprescindível que o estudante preencha os seguintes critérios estabelecidos pelo governo:

  • O interessado deve ter formalizado o contrato do FIES até o segundo semestre de 2017. Essa condição delimita o período de elegibilidade para participar do programa de renegociação.
  • É requisito essencial que o estudante esteja com parcelas do financiamento em atraso por um período superior a 90 dias. Essa carência temporal é estabelecida como indicador de necessidade de assistência financeira para a regularização da situação.
  • O estudante não pode ter feito nenhuma outra negociação com o FIES. Isso assegura que o estudante está solicitando a renegociação pela primeira vez ou, ao menos, que não tenha aderido a acordos anteriores, proporcionando uma oportunidade justa a todos os beneficiários do programa.

Ao atender a esses critérios, o estudante torna-se elegível para iniciar o processo de renegociação, que pode oferecer benefícios substanciais, incluindo descontos expressivos nas dívidas acumuladas. 

Como fazer a renegociação das dívidas?

Existem duas modalidades para efetuar a renegociação das dívidas do FIES, oferecendo aos estudantes flexibilidade e vantagens financeiras significativas:

  • Parcelamento em 150 Meses: Nessa opção, o estudante tem a possibilidade de parcelar o saldo devedor em até 150 meses. O atrativo desta alternativa reside no desconto expressivo de 100% sobre os juros e multas incidentes. Essa medida visa proporcionar uma forma acessível e gradual de regularização das pendências financeiras, aliviando o impacto imediato no orçamento do beneficiário do FIES.
  • Pagamento à Vista: Para aqueles que buscam uma solução mais imediata, o pagamento à vista oferece a oportunidade de quitar o saldo devedor de uma só vez. Essa modalidade proporciona um desconto expressivo de 99%, tornando-se uma opção atrativa para estudantes que têm a capacidade de realizar o pagamento integral. Esse desconto substancial visa incentivar a liquidação rápida da dívida, proporcionando um alívio financeiro.

Passo a passo

etapa por etapa para atingir o objetivo

O estudante interessado em aderir à renegociação podem acessar o portal da Caixa Econômica Federal, onde conseguirão mais informações. 

Lá, encontrará as perguntas mais frequentes sobre a renegociação e canais de atendimento para renegociar suas dívidas do FIES, seja por meio do app da Caixa, do site ou de agências da instituição.

É crucial destacar que as vantagens proporcionadas por essas opções de renegociação visam tornar o processo mais acessível e flexível para os beneficiários do FIES. 

Abatimento por exercício da profissão

Outra opção para abater dívidas do FIES é o abatimento por exercício da profissão. Essa opção é válida para estudantes que se formaram em uma das seguintes áreas:

  • Medicina
  • Enfermagem
  • Odontologia
  • Educação
  • Engenharia

Para solicitar o abatimento, o estudante deve comprovar que está exercendo a profissão há pelo menos dois anos. O abatimento é concedido no valor de 1% do saldo devedor, mensalmente.

Abatimento por adesão ao Cadastro Único

Estudantes inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) também podem ter direito a um abatimento de 92% nas dívidas do FIES. 

O CadÚnico deve ser realizado no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua residência e é destinado a famílias de baixa renda. Este cadastro é a porta de entrada para os programas sociais do governo federal. 

Para solicitar o abatimento, o estudante deve comprovar que está inscrito no CadÚnico e que tem parcelas em atraso há mais de 360 dias.

A partir de então, é possível pagar com o desconto. 

Se você está com dívidas do FIES, é importante ter conhecimento sobre as opções disponíveis para abatê-las. A melhor opção para você dependerá da sua situação específica. Para saber mais sobre as opções disponíveis, você pode acessar o portal da Caixa ou do Governo Federal.

Assim, é possível fechar a negociação e abater as dívidas que você tenha em sua conta, deixando seu nome esteja limpo e tendo uma dívida a menos a pagar. Basta entrar no portal, escolher a opção e pagar com descontos.

Abater as dívidas do FIES é uma forma de conseguir mais organização financeira e de saldar a dívida pesando menos no bolso e sendo uma preocupação a menos.

Veja outras dicas de organização financeira clicando aqui.