Publicidade

Quando o assunto é financiamento para construção, muitas pessoas têm dúvidas em relação a qual banco escolher, qual valor será necessário, como será realizado o processo, quais os requisitos cobrados pelas instituições, e o que será coberto pelo empréstimo: desde o valor do lote, mão de obra, até os materiais necessários para a construção, portanto aqui iremos esclarecer alguns fatores sobre esse assunto.

Financiamento para construção: O que é?

Financiamento para construção é um valor fornecido ao cliente pelas instituições financeiras com objetivo de construir um imóvel, necessariamente, para moradia própria, e sendo pago posteriormente em parcelas contínuas até que a dívida seja quitada, podendo ela, ser dividida em muitos anos para que as prestações não fiquem muito altas, o que pode ser o ideal para quem tem como objetivo conquistar a casa própria.

O que é necessário?

Cada instituição possui seus próprios processos e exigências para averiguar o perfil de seus clientes, porém, alguns requisitos são padronizados para todos os usuários, falaremos deles a seguir.

Publicidade

Para ter uma boa chance de ser aprovado é necessário ser maior de idade, comprovar sua renda para deixar claro que pode arcar com as parcelas, não ter o nome sujo, e a comprovação de que o imóvel será utilizado para a habitação própria.

Também é preciso apresentar alguns documentos, tais quais: Alvará de construção expedido pela Prefeitura; calendário físico financeiro total da obra; Documento que traz em detalhes tudo que será executado em uma obra em relação a serviços e matéria prima; planta baixa; projetos auxiliares e fachadas.

Para conseguir financiar e pagar suas parcelas em dia, é essencial fazer um planejamento financeiro, para que suas contas estejam todas descritas e organizadas, permitindo que você tenha um controle total do que pode ser gasto ou não, e concluir a sua obra sem problemas adicionais.

Reunimos mais algumas informações que geralmente são necessárias para financiar sua obra:

Para obter financiamento de construção, é necessário que o proponente seja o proprietário do terreno, que não esteja alienado e que esteja regularizado junto ao poder público. O uso dos recursos da conta vinculada do FGTS é permitido. O valor financiado não é liberado de uma só vez, mas em parcelas mensais, de acordo com o cronograma da obra. O imóvel a ser construído e o terreno compõem a garantia do pagamento. O proponente não pode ter outro imóvel na mesma localidade e não deve ter participado de outros programas habitacionais. A análise cadastral do tomador de crédito é obrigatória, bem como a avaliação do imóvel pretendido e a assinatura do contrato pelo vendedor e comprador. É necessário possuir idoneidade cadastral, capacidade de pagamento e compor renda para cálculo da capacidade de pagamento. A idade do proponente mais idoso somada ao prazo de amortização do financiamento não deve ultrapassar 80 anos e 06 meses. A opção da apólice de seguro para contratação dos seguros DFI e MIP é obrigatória.

Casa com faixada branca

Casa com faixada branca

Vale a pena financiar para construir a casa própria?

Quando se trata de construir a casa própria, muitas pessoas se perguntam se vale a pena contratar um financiamento para ajudar nesse processo. A resposta para essa pergunta pode variar dependendo da situação financeira de cada pessoa. Financiamentos para construção podem ser opções atraentes, pois geralmente apresentam modalidades flexíveis de pagamento de materiais e mão de obra. No entanto, é fundamental avaliar a real necessidade da obra, o seu custo e se as parcelas do financiamento cabem no orçamento mensal, respeitando uma margem de segurança financeira. Além disso, é importante lembrar que a contratação de um financiamento para construção envolve decisões estratégicas que afetam diretamente a saúde financeira do indivíduo. Portanto, é necessário estudar sobre finanças e buscar tomar decisões saudáveis para o seu patrimônio.

Como escolher o melhor financiamento para construção?

Escolher a linha de financiamento certa para a construção de uma casa pode ser um processo complicado e confuso. Existem muitas opções disponíveis, incluindo empréstimos imobiliários tradicionais, empréstimos com garantia hipotecária e empréstimos para construção. Para escolher a melhor opção, é importante entender as diferentes taxas de juros, prazos de pagamento, termos e condições e requisitos de qualificação.

Uma boa maneira de começar a avaliar as diferentes opções de financiamento é pesquisar online e entrar em contato com diferentes bancos e credores para obter informações sobre suas ofertas de empréstimo. Também é importante considerar suas próprias necessidades financeiras e capacidade de pagamento, bem como o cronograma e o custo estimado da construção. Com essas informações em mãos, você poderá comparar diferentes opções de financiamento para escolher a que melhor atende às suas necessidades e orçamento. Além disso, é recomendável trabalhar com um consultor financeiro ou um corretor de hipotecas para ajudá-lo a tomar uma decisão informada e evitar surpresas desagradáveis ​​no futuro.

Melhores bancos e instituições para realizar empréstimos imobiliários:

Caixa Econômica Federal

Banco do Brasil

Banco Santander

Minha Casa Minha Vida

Banco Bradesco

Creditas

Cooperativa Sicoob

CashMe

Casa de campo

Casa de campo

Como pesquisar e comparar ofertas de financiamento?

Ao pesquisar uma oferta de financiamento, é importante levar em consideração diversos fatores que impactam no valor final a ser pago. Uma das formas de comparar as propostas é analisando o Custo Efetivo Total (CET), que engloba todas as taxas e despesas incidentes na operação de crédito. O CET é apresentado como uma taxa de juros anual e permite comparar as propostas com diferentes números de parcelas.

Além do CET, outros fatores que devem ser analisados incluem o percentual máximo financiável, o prazo de pagamento, o prazo de construção, se permite o uso de FGTS, plano de reajuste e condições de rescisão e repasse. É importante comparar as cláusulas contratuais antes de assinar o contrato e optar pela melhor opção, considerando também as condições de rescisão e repasse.

Uma forma de comparar as propostas é utilizando plataformas digitais, como a MelhorTaxa, que permite fazer uma única solicitação de orçamento e receber propostas de diferentes bancos. Porém, se não houver urgência para iniciar a construção, o consórcio pode ser uma opção mais vantajosa, já que não tem taxa de juros, mas o dinheiro é liberado através de sorteio ou leilão. Ao pesquisar uma oferta de financiamento, é importante considerar todos os fatores envolvidos e escolher a opção que melhor se adequa às necessidades e condições financeiras.

Concluindo, é muito importante fazer uma pesquisa completa para encontrar a melhor opção de financiamento para construir, analisando o que cada instituição oferece, assim como o que é realmente necessário para a sua obra, deixando tudo bem organizado através de uma planilha financeira, e um controle organizacional de todos os serviços, materiais, e documentos que serão necessários para concluir seu projeto. Através desses recursos você estará um passo à frente para alcançar o sonho de construir sua casa ou imóvel próprio!