Publicidade

Veja dicas para você que quer fazer um investimento

Um investimento é uma forma de fazer o seu dinheiro render ao longo do tempo, e pode ser uma ótima maneira de alcançar seus objetivos financeiros, como comprar uma casa, viajar ou se aposentar com tranquilidade.

Se você está pensando em começar a investir, mas não sabe por onde começar, este artigo é para você. 

Aqui vamos mostrar um passo a passo para você começar a investir com segurança e sucesso. Acompanhe a leitura para ter todas as informações sobre como começar um investimento. 

Publicidade

Entenda o que é investimento

Antes de tudo é essencial compreender a natureza dos investimentos para adentrar este universo. 

Investir implica a alocação de recursos financeiros com a antecipação de obter ganhos econômicos no decorrer do tempo.

Diversos tipos de investimentos se apresentam à disposição, cada qual carregando consigo seus próprios níveis de risco e potenciais retornos. 

Antes de iniciar sua jornada de investimento, é imperativo adquirir conhecimento acerca das distintas modalidades de investimentos disponíveis, cada uma com características próprias que atendem a diferentes perfis de investidores e objetivos financeiros. Sendo assim, veja as principais:

Renda Fixa

  • Tesouro Direto: Investimento em títulos públicos do governo federal.
  • CDB (Certificado de Depósito Bancário): Depósito a prazo em instituições financeiras.
  • LCI e LCA (Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio): Títulos ligados a setores específicos, com isenção de Imposto de Renda para pessoa física.

Renda Variável

  • Ações: Parte do capital de uma empresa, sujeita a variações conforme o desempenho da companhia e do mercado.
  • ETFs (Exchange Traded Funds): Fundos que replicam índices e são negociados na bolsa de valores.
  • Fundos de Investimento em Ações: Recursos de diversos investidores aplicados em ações por um gestor profissional.

Fundos de Investimento

  • Fundos de Multimercado: Combinação de diferentes ativos, como ações, renda fixa e câmbio.
  • Fundos de Renda Fixa: Concentra-se majoritariamente em ativos de renda fixa.
  • Fundos de Ações: Prioriza investimentos em ações.

Imobiliário

  • Fundos Imobiliários (FIIs): Investimento em empreendimentos imobiliários, como shoppings e edifícios comerciais.
  • Crowdfunding Imobiliário: Investimento coletivo em projetos imobiliários.

Previdência Privada

  • PGBL e VGBL: Planos de previdência complementar com vantagens fiscais.

Criptomoedas

  • Bitcoin, Ethereum, entre outras: Moedas digitais descentralizadas, sujeitas a alta volatilidade.

Metais Preciosos

  • Ouro e Prata: Considerados ativos de reserva de valor em momentos de instabilidade econômica.

Investimentos Socioambientais

  • Fundos ESG (Ambiental, Social e Governança): Consideram critérios éticos e sustentáveis.

É essencial analisar o perfil de risco, horizonte de investimento e objetivos pessoais antes de escolher a modalidade mais adequada.

Defina seus objetivos antes fazer um investimento

Após compreender os fundamentos do investimento, o segundo passo crucial é a definição objetiva de metas financeiras. 

Reflita sobre o que almeja conquistar com seus investimentos. Está planejando adquirir uma casa em um prazo de 5 anos? Aspira a desfrutar da aposentadoria aos 65 anos? Ou deseja simplesmente incrementar sua renda mensal?

A formulação precisa de seus objetivos desempenha um papel central na seleção adequada de investimentos. 

Por exemplo, se a sua meta é adquirir uma casa em 5 anos, será prudente direcionar seus investimentos para opções de renda fixa com liquidez diária. 

Isso possibilitará a flexibilidade necessária para resgatar seu capital no momento oportuno, alinhando-se assim com a sua necessidade futura de aquisição imobiliária.

A escolha assertiva de investimentos está intrinsecamente ligada à clareza e especificidade dos seus objetivos financeiros. 

Ao entender precisamente o que deseja atingir, você estará em uma posição mais robusta para construir uma carteira de investimentos diversificada e adaptada às suas necessidades individuais.

Conheça seu perfil de investidor

O seu perfil de investidor é uma medida de sua tolerância ao risco, dessa forma precisa entender quanto você está disposto a perder para ganhar mais.

Existem três perfis de investidor principais: conservador, moderado e arrojado.

  • Conservador: Tem baixa tolerância ao risco e busca preservar seu capital.
  • Moderado: Tem tolerância ao risco média e busca equilibrar risco e retorno.
  • Arrojado: Tem alta tolerância ao risco e busca o máximo de retorno possível.

É importante conhecer seu perfil de investidor para escolher os investimentos certos para você. Sendo assim, investidores conservadores devem evitar investimentos de renda variável, como ações, que podem ter variações de preço significativas. Já investidores arrojados podem investir em renda variável, mas devem estar cientes dos riscos envolvidos.

Faça um planejamento financeiro

Antes de mais nada, para ingressar no universo dos investimentos é essencial estabelecer um sólido planejamento financeiro

Esta etapa fundamental permite uma análise minuciosa da sua situação financeira atual, possibilitando a definição clara do montante disponível para investir.

Durante o processo de planejamento financeiro, é imprescindível então considerar diversos fatores que influenciam diretamente nas suas decisões de investimento. Veja o que analisar:

  • Ganhos Mensais: Avalie seus rendimentos mensais de forma abrangente, incluindo salários, benefícios e outras fontes de receita.
  • Gastos Mensais: Examine cuidadosamente seus gastos regulares e eventuais, identificando áreas de otimização e oportunidades de economia.
  • Objetivos Financeiros: Defina metas financeiras claras e específicas, como a compra de uma casa, a educação dos filhos ou a aposentadoria. Estabelecer prazos e valores concretos torna esses objetivos mais tangíveis.

O planejamento financeiro não apenas oferece uma visão holística da sua situação monetária, mas também delineia os parâmetros para determinar a quantia disponível para investir sem comprometer suas necessidades essenciais.

Além disso, proporciona uma base sólida para a alocação estratégica de recursos, garantindo que seus investimentos estejam alinhados com seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Comece aos poucos, mas invista regularmente

Não é preciso começar a investir com um grande valor. Comece aos poucos, com um valor que você esteja confortável em perder.

Entretanto, não deixe de investir. Você deve fazer um investimento regular para que você tenha bons resultados.

O melhor momento para investir é agora. Quanto mais cedo você começar, mais tempo seu dinheiro terá para render.

Invista regularmente, mesmo que seja uma pequena quantia todos os meses. Isso vai ajudar você a alcançar seus objetivos financeiros mais rapidamente.

Diversifique sua carteira de investimento

Diversificar sua carteira significa investir em diferentes tipos de investimentos. Isso vai ajudar você a reduzir seu risco e a ter melhores resultados com os investimentos.

Por exemplo, se você investir apenas em ações, seu patrimônio pode ser impactado negativamente se o mercado de ações cair. Já se você diversificar sua carteira, incluindo investimentos de renda fixa, você terá uma proteção maior.

Fique calmo com as oscilações do mercado e reavalie seu investimento

O mercado de investimentos é volátil, portanto é normal que os preços dos ativos subam e desçam.

Sendo assim, não se desespere se o valor dos seus investimentos cair. Mantenha a calma e continue investindo regularmente.

Por conta disso, é essencial que reavalie periodicamente seus objetivos, perfil de investidor e investimentos. Isso vai ajudar você a garantir que sua carteira está alinhada com seus objetivos.

Busque orientação profissional para fazer um investimento

Se você não tem certeza de como começar a investir, pode buscar orientação profissional.

Um assessor financeiro pode ajudá-lo a definir seus objetivos e conhecer seu perfil de investidor a fim de escolher os investimentos certos para você.

Aproveite e veja, agora, algumas dicas adicionais para começar a investir:

  • Invista em produtos que você conhece e entende.
  • Não siga conselhos de pessoas que você não conhece.
  • Não se deixe levar pela euforia ou pela frustração.
  • Invista com paciência e perseverança.

Investir é uma jornada, não um destino, portanto importante ter paciência e persistência para alcançar seus objetivos financeiros.

Em suma, com experiência, tempo e dedicação, você vai alcançar os resultados e ter excelentes investimentos. 

Gostou das dicas de como começar a investir? Então aproveite para ler mais dicas únicas em nosso site.