Publicidade

Veja o que fazer para comprar bem na Black Friday e quais os principais golpes

A Black Friday tornou-se uma tradição aguardada pelos consumidores, marcando o início da temporada de compras natalinas com descontos tentadores. 

Contudo, junto com as ofertas irresistíveis, surgem também os riscos de cair em golpes que podem resultar em prejuízos financeiros. 

Neste artigo, exploraremos estratégias para aproveitar ao máximo a Black Friday e evitar os principais golpes que circundam esse evento. Acompanhe a leitura e veja como não cair em golpes na Black Friday.

Publicidade

O que é a Black Friday?

A Black Friday, uma tradição de origem norte-americana que se disseminou globalmente, incluindo no Brasil, é um evento que transcende fronteiras e se tornou um marco na cultura do consumo. 

Consolidando-se como uma das datas mais aguardadas pelos consumidores, esse fenômeno comercial ocorre tradicionalmente na última sexta-feira de novembro. 

Este dia não é apenas uma oportunidade de compra; é uma experiência onde descontos expressivos transformam-se em verdadeiros aliados dos consumidores em busca de economia.

A última sexta-feira de novembro se transforma em um palco de oportunidades, oferecendo descontos significativos em uma ampla variedade de produtos, desde eletrônicos e eletrodomésticos até moda, decoração e viagens.

A Black Friday não é apenas um evento de compras, mas também marca o pontapé inicial para a aguardada temporada de festividades de fim de ano. 

Consumidores de todas as partes são atraídos por essa celebração do consumo responsável, buscando antecipar suas compras de Natal e presentear seus entes queridos com produtos desejados, porém mais acessíveis durante esse período.

Quais os principais golpes do Black Friday?

Para que você possa aproveitar melhor a Black Friday e não tenha problemas com golpes, reunimos uma lista dos mais comuns. Assim, você já começa a se proteger de agora para não ter problemas com suas compras.

Veja os principais golpes do Black Friday:

Desconto Falso

Muitas vezes, na empolgação da Black Friday, os consumidores se deparam com a armadilha do desconto falso, uma estratégia ardilosa adotada por alguns varejistas. 

Essa artimanha consiste em elevar os preços semanas antes do evento, apenas para, no dia tão aguardado, oferecer descontos que, no âmago, não são tão vantajosos quanto aparentam. 

Essa prática enganosa tece uma teia de ilusão econômica, criando uma falsa sensação de economia para o consumidor desavisado.

Frete Mais Caro que o Produto

Outra artimanha comum durante a Black Friday é o golpe disfarçado pelo frete mais caro que o produto. 

Apesar de anunciar promoções atrativas, alguns comerciantes compensam o valor do desconto inflando os custos de frete. 

Nesse cenário, é imperativo que o consumidor esteja atento, verificando se o montante do frete não anula completamente a economia prometida pelo desconto proclamado.

Prazo de Entrega Abusivo

A estratégia da impaciência surge quando lojas, muitas vezes com falta de estoque, estendem de maneira excessiva o prazo de entrega. 

É crucial que os consumidores avaliem cuidadosamente se o tempo de espera é razoável, evitando assim compras que possam levar um período demasiado longo para serem entregues. 

Afinal, a paciência do consumidor não deve ser explorada como uma estratégia de venda.

Mudança no Preço do Carrinho

Em meio à voracidade das compras, alguns golpistas buscam enganar os consumidores com a mudança no preço final no carrinho de compras. 

Alterando desonestamente o valor, induzem os consumidores a acreditarem que estão pagando menos do que o valor realmente cobrado. 

Verificar minuciosamente todas as informações antes de finalizar a compra é uma prática essencial para evitar surpresas desagradáveis e garantir uma transação justa.

Ofertas Milagrosas

Ofertas que parecem verdadeiros milagres, proporcionando descontos exorbitantes muito abaixo do valor real do produto, com frequência são armadilhas. 

É fundamental desconfiar de promoções que parecem ser “milagrosas”, pois, na realidade, podem ser truques para atrair consumidores desavisados para golpes financeiros.

Sites Falsos

A internet se torna um terreno fértil para golpistas, que utilizam e-mails, WhatsApp e redes sociais para disseminar falsas promoções. 

Ao clicar em links, os consumidores podem ser direcionados para sites fraudulentos, colocando em risco não apenas seu dinheiro, mas também seus dados pessoais. A vigilância online é crucial para evitar cair nas sombras da internet.

Pedido Cancelado pela Empresa

Em uma reviravolta desonesta, algumas empresas optam por cancelar pedidos após o pagamento, caracterizando uma forma de golpe.

Nesse cenário, é fundamental que o consumidor entre imediatamente em contato com a loja, explicando a situação e exigindo uma resolução. Caso o problema persista, recorrer aos órgãos de defesa do consumidor é uma medida prudente para enfrentar essa forma dissimulada de fraude.

Ao compreender esses golpes comuns da Black Friday, os consumidores podem fortalecer suas defesas contra práticas enganosas e garantir uma experiência de compra segura e satisfatória durante este evento de descontos tão aguardado.

Como se proteger de golpes na Black Friday?

Agora que você já sabe quais são os principais golpes, é essencial adotar medidas preventivas para garantir compras seguras durante a Black Friday:

  • Verificação no Site Oficial: Sempre confirme a existência da promoção no site oficial da loja, digitando o endereço no navegador. Evite clicar em links suspeitos.
  • Pesquisa de Reputação: Antes de comprar em um site desconhecido, pesquise sua reputação e leia os comentários de outros consumidores.
  • Atenção às Formas de Pagamento: Desconfie de opções de pagamento limitadas e prefira utilizar cartões virtuais para compras online.
  • Segurança com Pix: Ao usar Pix, efetue o pagamento dentro do ambiente seguro da loja virtual, verificando os dados do QR Code.
  • Confirmação de Valores na Compra Presencial: Verifique o valor na maquininha antes de digitar a senha durante compras presenciais.
  • Evitar Computadores Públicos: Nunca utilize computadores públicos ou de estranhos para compras online e inserção de dados bancários.

Ao seguir essas precauções, os consumidores podem aproveitar as ofertas da Black Friday com mais confiança, evitando quedas em armadilhas e garantindo uma experiência de compra segura e proveitosa.

Caí em um golpe na Black Friday, o que fazer?

Se, apesar das precauções, você se encontrar vítima de um golpe na Black Friday, é essencial que você tome uma atitude rapidamente para minimizar os danos. 

Veja o que você deve fazer:

  • Registre um Boletim de Ocorrência: Dirija-se à delegacia de polícia mais próxima e registre um Boletim de Ocorrência (B.O.). Descreva detalhadamente o ocorrido, fornecendo todas as informações relevantes.
  • Entre em Contato com a Loja: Comunique imediatamente a loja sobre o ocorrido. Envie e-mails, faça ligações ou utilize os canais de atendimento disponíveis. Algumas lojas têm políticas de ressarcimento ou reembolso em casos de golpes.
  • Acione Órgãos de Defesa do Consumidor: Caso a loja não resolva a situação de maneira satisfatória, entre em contato com órgãos de defesa do consumidor, como o Procon e Consumidor.gov.br. Eles podem orientar e intermediar a resolução do problema.
  • Monitore Suas Contas: Esteja atento às suas contas bancárias e de cartão de crédito. Caso tenha fornecido informações sensíveis, monitore-as de perto e, se necessário, comunique qualquer atividade suspeita ao banco.
  • Compartilhe sua Experiência: Compartilhe sua experiência em plataformas de avaliação e redes sociais. Isso não apenas alerta outros consumidores sobre possíveis golpes, mas também pode pressionar a loja a resolver a situação de forma adequada.

Ao adotar medidas preventivas e saber como agir em caso de golpe, os consumidores podem desfrutar da Black Friday com mais segurança e tranquilidade, garantindo que a busca por descontos não se transforme em uma experiência negativa.

Gostou das dicas? Coloque em prática para se proteger na Black Friday. E veja mais dicas e informações em nosso site.